o que cachorro não pode comer

O que cachorro não pode comer: Guia essencial de alimentos

Se você é responsável por um amigo peludo de quatro patas, é essencial saber exatamente o que cachorro não pode comer. A alimentação incorreta pode levar a sérios problemas de saúde para os nossos companheiros caninos. Por isso, é fundamental estar ciente dos alimentos que são nocivos e até mesmo tóxicos para os cães.

Sintomas de intoxicação alimentar em cães

Os cães são animais curiosos e muitas vezes acabam ingerindo alimentos que podem ser prejudiciais à sua saúde. A intoxicação alimentar em cães pode ocorrer quando eles consomem alimentos inadequados, tóxicos ou estragados. É importante estar atento aos sinais de intoxicação alimentar para garantir a saúde e o bem-estar do seu pet.

Os sintomas de intoxicação alimentar em cães podem variar dependendo do tipo de alimento ingerido e da quantidade consumida. Alguns dos sinais mais comuns incluem:

  • Vômito e diarreia: Os cães podem apresentar episódios frequentes de vômito e diarreia após a ingestão de alimentos contaminados.
  • Letargia: O animal pode parecer mais cansado e sem energia do que o normal.
  • Salivação excessiva: A salivação em excesso pode ser um sinal de irritação no trato gastrointestinal.
  • Desidratação: A intoxicação alimentar pode levar à desidratação, especialmente se houver episódios frequentes de vômito e diarreia.
  • Perda de apetite: O cão pode recusar-se a comer ou demonstrar falta de interesse pela comida.
  • Tremores: Em casos mais graves, o animal pode apresentar tremores e convulsões.

Se o seu cão apresentar algum desses sintomas após a ingestão de alimentos, é importante levá-lo imediatamente ao veterinário. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são essenciais para garantir a recuperação do animal e evitar complicações mais graves.

Alimentos nocivos e tóxicos para cães

Alimentos nocivos e tóxicos para cães

Quando se trata da alimentação dos cães, é essencial estar ciente dos alimentos que podem ser prejudiciais e até tóxicos para eles. Alguns alimentos comuns em nossa dieta podem causar sérios problemas de saúde nos cães, levando a sintomas graves e até mesmo à morte.

Chocolate

O chocolate é altamente tóxico para cães devido à presença de teobromina. Mesmo pequenas quantidades de chocolate podem causar vômitos, diarreia, aumento da frequência cardíaca, convulsões e, em casos graves, até a morte. Portanto, é fundamental manter qualquer alimento contendo chocolate fora do alcance dos cães.

Cebola e alho

A cebola e o alho, em qualquer forma (frescos, em pó, cozidos), contêm compostos que podem causar danos às células sanguíneas dos cães, levando à anemia. Sintomas como fraqueza, vômitos, diarreia e falta de apetite podem ocorrer após a ingestão desses alimentos. Portanto, é crucial evitar alimentar os cães com qualquer alimento que contenha cebola ou alho.

Uvas e passas

Embora o mecanismo exato não seja totalmente compreendido, as uvas e passas foram associadas a insuficiência renal aguda em cães. Mesmo pequenas quantidades dessas frutas podem causar sintomas como vômitos, letargia e diminuição da produção de urina. Portanto, é recomendável manter uvas e passas longe do alcance dos cães.

Abacate

O abacate contém uma substância chamada persina, que pode ser tóxica para os cães e causar sintomas como vômitos, diarreia e dificuldade respiratória. Além disso, o caroço do abacate representa um risco de obstrução intestinal para os cães. Portanto, é aconselhável evitar que os cães consumam abacate em qualquer forma.

Álcool

O álcool é extremamente perigoso para os cães, pois seus efeitos tóxicos podem se manifestar rapidamente, levando a problemas como depressão do sistema nervoso central, dificuldade respiratória, vômitos e até coma. Mesmo pequenas quantidades de álcool podem ser fatais para os cães. Portanto, é essencial manter qualquer bebida alcoólica fora do alcance dos cães.

Como prevenir a ingestão de alimentos prejudiciais pelos cães

Prevenir a ingestão de alimentos prejudiciais pelos cães é essencial para garantir a saúde e o bem-estar dos nossos amigos de quatro patas. Existem algumas medidas simples que os tutores podem adotar para evitar que seus cães consumam alimentos que possam ser tóxicos para eles.

Conheça os alimentos prejudiciais para cães

Em primeiro lugar, é fundamental que os tutores estejam cientes dos alimentos que são prejudiciais e até mesmo tóxicos para os cães. Alimentos como chocolate, cebola, alho, uva, abacate, cafeína e alimentos com xilitol são extremamente perigosos para os cães e devem ser mantidos longe de seu alcance.

Armazene os alimentos corretamente

Manter os alimentos seguros e fora do alcance dos cães é uma das formas mais eficazes de prevenir a ingestão de substâncias nocivas. Certifique-se de armazenar alimentos em locais seguros, como armários ou geladeiras, e nunca deixe alimentos à vista ou ao alcance dos cães.

Evite dar restos de comida aos cães

Embora seja tentador compartilhar nossas refeições com os cães, é importante evitar dar restos de comida diretamente da mesa. Muitos alimentos humanos podem ser prejudiciais para os cães, mesmo em pequenas quantidades, por isso é melhor oferecer apenas alimentos específicos para cães.

Esteja atento aos alimentos em áreas externas

Quando passeamos com nossos cães ou os levamos a parques, é importante ficar atento aos alimentos que podem estar disponíveis em áreas externas. Muitas vezes, as pessoas deixam restos de comida ou alimentos tóxicos em locais públicos, o que pode representar um perigo para os cães.

Seguindo essas orientações e mantendo-se informado sobre os alimentos prejudiciais para os cães, os tutores podem contribuir significativamente para a prevenção da ingestão de substâncias nocivas e garantir a saúde e a segurança de seus animais de estimação.

Portal Cuidador Pet
Portal Cuidador Pet

Cintia é veterinária especializada em cuidados de animais. Com mais de 10 anos de experiência, ele compartilha seu conhecimento no blog para ajudar tutores a cuidar melhor de seus pets.